Compartilhe com os seus amigos.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Meu pai, meu amigo!


Gosto de pensar em ti, pai, 
porque transmitistes amor e ternura, 
me ajudas a encarar a vida de frente.
Confias na minha caminhada, 
muitas vezes tão insegura e lenta. 
Sabes esperar, aguardando confiante... 
eu sei, pai, é por amor à gente.

Os anos passam... 
e enquanto esperas o embarque dos teus filhos 
e filhas para destinos desconhecidos, 
sobes bem alto no mastro e dizes:
Coragem, meus filhos, 
o tempo ensinará tantas coisas
e em breve estareis de volta.
A travessia é breve 
e daqui fico aguardando a volta. 

Muitas vezes, situações e pessoas 
me deixaram fora do barco, 
bem ausente, mas acredita, 
pai, nunca te esqueci. 
E agora, que te vejo 
com voz cansada, mãos calejadas, 
olhar profundo, carinho e gratidão 
se misturam para dizer, 
mais uma vez, em tom maior: 
pai,tu és a melodia mais vibrante, 
que me embala e faz feliz, sempre!
Meu pai: um grande abraço!


Celina Helena Weschenfelder
(Retirado do livro: 'Mensagens para o ano todo, vol.1', Paulinas Editora)
Copie essa postagem para seu Blog:
Fale conosco, estamos on-line!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...